sábado, 2 de abril de 2011

Ahh, como dói


Ah, como dói...
A distância maltrata, mata!
A cada instante que passa,
O medo aumenta

O medo de te perder.
Preço alto demais prá pagar!
Errei...passado.
O errado morreu...esquece!

Renasci agora, correto...futuro!
Sem mentiras ou armadilhas
Tente, acredite, confie!
Felizes seremos

Somente um coração
Na mesma batida!
Seguindo o mesmo compasso
Do amor verdadeiro

quinta-feira, 17 de março de 2011

Olhar




Olhar feminino

olhos de mulher,
feliz é o homem
que neles encontra consolo,
triste é o homem
que neles acha a angústia.
Virtuais e duros promotores,
acusadores de todas as culpas,
ferozes predadores
dos deslizes das paixões.
Libertadores dos carentes de afeto,
arquitetos dos sonhadores,
inspiradores dos poetas ocasionais.
Donos de umas tantas respostas,
mas terríveis criadores
de um maior número de interrogações.
Posseiros de poderosa magia,
convertendo maduros homens
em doces e meigos meninos.
Subjetivos aventureiros a desafiar
a organização da exaurida razão.
Força ou fragilidade?
Vitoriosos guerreiros
a conquistar os incautos
corações masculinos,
imaturos de emoções.
Inquestionáveis nas suas estranhas
e ocultas certezas,
depositários de uma verdade essencial.
Lumes capazes de espantar
as sombras da amargura,
com poder de roubar a alegria,
ou de trazer a graça
da sublime felicidade

segunda-feira, 14 de março de 2011


Eu agora – que desfecho!
Já nem penso mais em ti…
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

Mario Quintana – Espelho Mágico



Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama ou acha que ama, e que não quer nada com você, definitivamente, não é a pessoa da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você..!

Mario Quintana

Untitled - Simple Plan

video


Untitled

I open my eyes
I try to see but I'm blinded
By the white light

I can't remember how
I can't remember why
I'm lying here tonight

And I can't stand the pain
And I can't make it go away
No I can't stand the pain

How could this happen to me?
I've made my mistakes
Got nowhere to run
The night goes on

As I'm fading away
I'm sick of this life
I just wanna scream
How could this happen to me?

Everybody's screaming
I try to make a sound
But no one hears me

I'm slipping of the edge
I'm hanging by a thread
I wanna start this over again

So I try to hold
On to a time when nothing mattered
And I can't explain what happened
And I can't erase the things that I've done
No I can't

How could this happen to me?
I've made my mistakes
Got no where to run
The night goes on

As I'm fading away
I'm sick of this life
I just wanna scream
How could this happen to me?

I've made my mistakes
Got no where to run
The night goes on

As I'm fading away
I'm sick of this life
I just wanna scream
How could this happen to me?

domingo, 13 de março de 2011

No Começo...



No começo era só amizade, mas o amor tomou outro rumo.

Para você basta colega...

Mas eu quero algo mais!

Mais do q esperar pelo "oi" não dado...

Ou pelo "tchau" não recebido.

Mais do que acreditar num olhar desviado...

E mais do que procurar um carinho que é inexistente.

Cada gesto cada olhar é uma pista pra me aprofundar, mas mais fundo do que isso não posso ir, pois pra você não tem sentido.

Quero conhecer suas manias, fazer parte da sua vida.

Quero enxugar suas lágrimas e dividir seus sorrisos.

Quero correr contigo na chuva e admirar as estrelas.

Quero deitar em minha cama e acreditar que você será feliz ao meu lado...

Enfim...

EU QUERO VOCE!




OLHOS AZUIS

Deita-se o sol no celeste
entre as nuvens e a floresta
quando sopra o vento nordeste
teus olhos azuis brilham em festa

E baila em teus olhos azuis
um azul de céu e de mar
e quando o sol se reduz
aumenta a luz no teu olhar

Sai do teu olhar azulado
a doçura e a magia de um verso
que se faz numa flor exaurida

Se deita o sol já cansado
perdido pelo universo
dos teus olhos azuis feitos a vida